7 de fevereiro de 2014

[Resenha] Enfeitiçadas, de Jessica Spotswood

Autora: Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Número de páginas: 272
Onde Comprar? Submarino / Americanas / Extra

Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?

Enfeitiçadas é o primeiro livro da trilogia “As Crônicas das Irmãs Bruxas”, de Jessica Spotswood. E o título do livro foi o efeito que causou em mim após o termino.

Cate, Maura e Tess Cahill são três jovens irmãs bruxas que vivem na pequena e burocrática Catham. A cidade é controlada pela Fraternidade e seus membros punem qualquer prática de bruxaria. Uma sociedade totalitária, onde as mulheres não têm direito a nada e devem ser submissas ao marido, ao pai e a Fraternidade. E se por algum motivo se apresentar intelectuais demais podem ir parar no hospício ou na prisão, acusadas de bruxaria. Bruxaria é considerada pecado e qualquer prática dela deve ser imediatamente intervida, tanto que livros, danças e peças teatrais que remetem a magia foram banidos.

Para quem Cate não tem sido fácil manter guardado a sete chaves de que é uma bruxa e ainda cumprir a promessa que fez a mãe no seu leito de morte de cuidar das irmãs. O pai está em constantes viagens e antes de partir para mais uma delas, decide contratar uma governanta para que ela eduque suas filhas diante da sociedade. E para piorar sua Cerimônia de Intenção se aproxima, um evento que toda garota prestes completar dezessete anos deve passar, uma escolha – se vai querer se casar ou juntar-se a Irmandade.

Cate ainda não sabe qual vai ser sua decisão, ela não quer ficar longe de suas irmãs e o seu coração está dividido entre dois rapazes – o galanteador e seu melhor amigo de infância, Paul McLeod. E Finn Belastra, seu jardineiro e rato de biblioteca. Finn é de uma classe inferior a sua e filho de Marianne, a dona da livraria, que a Fraternidade tenta de todo modo fechar as portas, por suspeita que ela esteja vendendo livros obscuros.


Como se já não bastasse o fato de carregar essas dúvidas, ela descobre o diário de sua mãe e lá contém uma profecia que se for concretizada, muda tudo. Ela precisará ser cautelosa e fazer de tudo para proteger suas irmãs do mal que se aproxima.

Essa resenha está ficando enorme, mas não posso deixar de falar de todas as minhas sensações. A autora criou personagens capazes de despertar amor ou ódio no leitor. Este é um trio de protagonistas para agradar a todos. Cate é protetora, destemida e insegura. Maura é rebelde, sonhadora e esperta. E Tess, inteligente e autoconfiante.

O livro contém uma trama envolvente e repleta de surpresas – o inicio pode ter sido meio parado, mas logo melhora. Mas, isso também está associado ao fato de ser primeiro livro de uma trilogia, então, ele acaba mais sendo dedicadas as regras da Fraternidade, a indecisão de Cate, o descobrimento da profecia....

Apesar de ser narrado em primeira pessoa pela visão de Cate. Já temos uma boa ideia do contexto geral e o livro termina com muito suspense e várias perguntas para o próximo livro. 

A edição do livro ficou excelente. A cada inicio de capitulo é personalizado com arabescos, tem páginas amareladas e uma capa muito convidativa.

15 comentários:

  1. A maioria das reclamações que li sobre o livro falam de um começo parado, mas é bom saber que as coisas melhoram, até porque se não melhorassem uma capa linda dessas e uma premissa super bacana seriam desperdiçadas! Convidativa é pouco para esta capa linda <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nussaaaa a sua resenha ficou mais que perfeita... digo isso porque já li algumas, mas a sua contem os detalhes necessários para me fisgar de vez... se eu tivesse lido ela antes teria comprado ele na quarta rsrsrsrs. Eu o vi, namorei... carreguei comigo por um tempo ainda decidi por outro rsrsrs. Mas tudo bem... quero muito ler esse livro assim que der.... talvez em março eu consiga comprar ele... sabe um dinheirinho a mais que vai entrar, então... Xero!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eitaa... que responsa! Espero que gostem Diana.

      Excluir
  3. Parabéns pela resenha Lucas! Estou ansiosa para ler Enfeitiçadas! Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Lucas.
    Eu termino esse livro hoje ainda.
    Também achei o início lento, mas depois a leitura flui normalmente. e eu não cheguei a desenvolver essa relação de amor e/ou ódio com os personagens, eu gostei de todos.
    A edição ficou linda, adorei o trabalho na página inicial de cada capítulo.

    Até mais.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  5. Olá Lucas, já vi que se eu quiser continuar com a intenção de comprar menos livros este ano (preciso ler os que tenho em casa), não posso mais visitar seu blog. Adorei a resenha! E com toda certeza Enfeitiçadas será uma de minhas próximas aquisições.
    Obrigada por ser tão preciso em suas resenhas, continue assim. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHA, obrigado! Mas, não faça continue a mim visitar.

      Excluir
  6. Eu fico surpresa com a quantidade de livros de fantasia que tem surgido. Vai chegar um momento em que obras assim vão ser lugar-comum. Mas, enfim, o livro. Sabe que essa coisa de submissão e opressão é uma coisa legal pra ser trabalhada. E, não sei se foi só impressão minha [ou estou ~viajando~], mas a autora quis encaixar o feminismo na obra. Pode ser interessante se houver ascensão das meninas dentro desse ambiente.

    ResponderExcluir
  7. Oie Lucas
    essa é minha leitura atual, e o começo foi sofrível, mas agora até que está fluindo.
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  8. Ai meu Deus mais uma resenha do livro e ainda não o li, será uma das minhas proximas leituras, espero gostar e irei sem expectativa, pelo menos vou tentar
    brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Parece interessante, é um pouquinho do que nós mulheres vivemos lá no século XV e XVI, se não me engano, com o sobrenatural. Já sinto uma crítica aí, me interessei hahah

    beijos
    Bia - Livro do Dia

    ResponderExcluir
  10. Desde quando vi que esse livro iria ser lançado fiquei com muita vontade de ler e sua resenha me deixou com mais vontade hahahha adorei! =D

    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Lucas!
    Este é um livro que estou ansioso para ler.
    Já está na minha lista de próximas leituras. Acredito que gostarei muito.
    Ao menos, espero não me decepcionar.
    Fico feliz que tenhas gostado.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  12. Esta será minha próxima leitura e estou bem ansiosa, já tenho a absoluta certeza de que vou adorar!!!!

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir